PARA MÉDICOS PARA PACIENTES
Central de Atendimento: 71 4020.2322 RESULTADOS ORÇAMENTOS COVID 19

Publicado em: 28 de julho de 2020

Reabilitação é aliada na recuperação de pacientes com patologias cardiovasculares e pulmonares

Com protocolo individualizado, programa tem foco no exercício físico supervisionado e conta com opção de atendimento virtual

Pacientes portadores de patologias com acometimentos cardiovasculares e pulmonares, em recuperação pós-cirúrgica ou após internação, incluindo por Covid-19, contam com o suporte de uma reabilitação personalizada para recuperação da capacidade física e respiratória.

Com foco no exercício físico supervisionado como tratamento associado à recuperação e ao ganho funcional, o programa de Reabilitação Cardiovascular, Pulmonar e Metabólica do Hospital Cárdio Pulmonar retoma suas atividades direcionadas a pacientes com problemas cardiovasculares e pulmonares, a exemplo de asma, DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) e fibrose pulmonar.

“Após avaliação médica, definição dos parâmetros funcionais, categorização do risco e de exames adicionais, com verificação caso a caso e aprovado pelo médico assistente, um plano de exercícios conduzidos pela nossa equipe de fisioterapia especializada é estabelecido de forma individualizada”, explica o coordenador do programa o cardiologista Luiz Eduardo Ritt.

Covid-19

Após um período com as atividades suspensas, o programa de reabilitação do Hospital Cárdio Pulmonar retomou as atividades com adaptações na rotina e medidas de segurança adequadas ao momento atual diante da pandemia do novo coronavírus.

Agora há, inclusive, a opção de sessões virtuais e a reabilitação também pode ser indicada para pacientes em recuperação após a Covid-19. “Esses pacientes acometidos por Covid-19, por vezes, apresentam sintomas que perduram mesmo depois da fase aguda da infecção”, diz a pneumologista Daniela Cavalcante.

Manutenção da fadiga por perda muscular, perda nutricional (principalmente os que passaram por uma internação) e ainda comprometimento crônico de função pulmonar e da função cardíaca são causadores de limitação funcional nesses pacientes, como completa a especialista.

O cardiologista Gustavo Feitosa explica que um período de reabilitação funcional acompanhado por equipe médica e de fisioterapia especializada, além de acompanhamento nutricional, é de grande importância para uma recuperação mais breve e plena do paciente e encontra respaldo científico em importantes diretrizes sobre o tema.

“O exercício é utilizado como um tratamento e, como tal, é necessário ter a dose e a forma correta de usar. Como diferencial, o centro oferece suporte médico e de fisioterapia especializados, além de material para atendimento de urgências no local” destaca Feitosa.

As fisioterapeutas Thaíssa Claro, Cristiane Feitosa e Maeve Gramacho dizem que pacientes que não faziam atividade física de rotina passam a gostar de se exercitar e incorporam isso como hábito de vida.

O programa

Todo o programa é realizado em uma estrutura diferenciada, no prédio do Centro Médico Cárdio Pulmonar, com atividades supervisionadas por um médico especializado em Cardiologia do Exercício e aplicadas por uma equipe multidisciplinar, o que inclui fisioterapeuta e nutricionista.
O plano de reabilitação é discutido e compartilhado com o médico assistente, que continua sendo o principal responsável pelo cuidado global com a saúde do paciente.

EQUIPE:

Luiz Eduardo Ritt – cardiologista (coordenador)
Gustavo Feitosa – cardiologista
Daniela Cavalcante – pneumologista
Thaíssa Claro – fisioterapeuta
Cristiane Feitosa – fisioterapeuta
Maeve Gramacho – fisioterapeuta
Cláudia Daltro – nutricionista

MAIS NOTÍCIAS