PARA MÉDICOS PARA PACIENTES
Central de Atendimento: 71 4020.2322 RESULTADOS ORÇAMENTOS COVID 19

Publicado em: 09 de março de 2016

Primeiro atendimento é decisivo para a recuperação do paciente

O tempo de evolução do paciente e sua recuperação dependem do cuidado que ele recebe na emergência. A identificação precoce dos sintomas e o início rápido de intervenções específicas favorecem os desfechos clínicos. É esse entendimento que a equipe do Hospital Cárdio Pulmonar (CP) quer multiplicar entre a comunidade médica de Salvador. Com esse objetivo, será realizado, nos dias 18 e 19 de março, o I Simpósio de Urgências e Emergências Clínicas do Cárdio Pulmonar.
“Hoje, a medicina tem um foco na qualidade do atendimento. A emergência é a porta de entrada do hospital, por onde se recebe a maioria dos pacientes. Isso exige do médico maior agilidade e diagnóstico preciso para que trabalhe dentro das melhores evidências e atinja os melhores resultados”, destacou o cardiologista Luiz Ritt, um dos organizadores do simpósio.
O especialista conta que no Cárdio Pulmonar o setor de emergência está sob a mesma gestão do setor de UTI para que haja uma maior integração das equipes. “O simpósio engloba as áreas que têm maior representação no atendimento de emergência”, destacou Ritt.
O curso é destinado a médicos, residentes e estudantes de Medicina do 5º e 6º anos que desejem se aprofundar no manejo de pacientes críticos nas áreas de Cardiologia, Pneumologia, Gastroenterologia, Neurologia e Sepse/choque séptico.
Outro tema que será debatido é a emergência hospitalar como uma especialidade médica. “Temos que buscar essa valorização para que a emergência seja reconhecida como uma especialidade, pois requer do médico habilidades muito inerentes a essa função e tem uma importância fundamental para a pronta recuperação do paciente”, analisou o especialista.

MAIS NOTÍCIAS