PARA MÉDICOS PARA PACIENTES
Central de Atendimento: 71 4020.2322 RESULTADOS ORÇAMENTOS COVID 19

Publicado em: 15 de outubro de 2015

Cárdio Pulmonar é o melhor hospital de pequeno e médio porte

As medalhas de “ouro” na categoria Hospital Privado de Pequeno e Médio Porte e “prata” no segmento Hospital Dia foram entregues ao Hospital Cárdio Pulmonar (CP) durante a celebração da V Edição do Prêmio Benchmarking Saúde 2014/2015, que aconteceu no Solar Cunha Guedes, na Graça, no último dia 8, e reuniu empresários e representantes do setor de saúde do estado.

O CP foi representado pelo diretor Administrativo, Márcio Alírio Silveira, pelo gestor médico, Gildo Mota, pela coordenadora de enfermagem do Centro Cirúrgico, Alvacy Leite, e pela gerente comercial, Rose Caribé. Ao receber a premiação, o diretor Administrativo destacou que o hospital foi eleito o melhor de pequeno e médio porte no momento em que inicia o projeto de expansão que o levará em dois anos a um novo patamar. “Este é um reconhecimento a todo esforço que o Cárdio Pulmonar faz para investir em qualidade e segurança para seus pacientes. Este é um prêmio dedicado a todos os nossos integrantes que se empenham em fazer o melhor”, disse Márcio Alírio Silveira.
Premiação

O “ouro” na categoria Melhor Hospital Particular de Pequeno e Médio Porte foi conquistado com 10.650 pontos, enquanto o segundo colocado do mesmo ranking registrou pontuação de 1.950. Em 2013, o CP também conquistou o primeiro lugar na categoria Hospital de Pequeno e Médio Porte e terceiro na categoria Hospital Dia. Em 2012 e 2011, conquistou o segundo lugar na categoria Hospital Dia.

Noventa empresas, gestores e instituições, participaram da edição do Benchmarking Saúde 2014/2015. O julgamento e a auditoria do prêmio foram feitos pela Pwc e a McKinsey Brazil. A avaliação baseia-se em critérios como credibilidade, inovação, sustentabilidade, visibilidade de mercado e investimentos realizados.

Expansão
A premiação como melhor Hospital de Médio e Pequeno Porte da Bahia chega no momento em que o Cárdio se prepara para crescer ainda mais. A partir do plano de expansão intitulado CP200, o hospital vai passar por obras de reforma e ampliação, que o farão sair de 57 para 207 leitos, sendo 32 de emergência. Toda a intervenção, realizada de forma gradual, será feita sem a interrupção das atividades, uma vez que acontece de modo criterioso, mantendo a excelência da prestação de serviços.

Com a ampliação, o hospital vai passar de três para dez salas cirúrgicas e contará com duas unidades de hemodinâmica, além de heliponto e sala de cirurgia híbrida, projetada para acolher procedimentos cirúrgicos com recursos de laboratório de hemodinâmica. O número de colaboradores saltará de 700 para 1.600 quando a unidade estiver em plena capacidade de atendimento.

MAIS NOTÍCIAS