Central de Contatos: 71 3203.2200 Geral: 71 3203.2200 Consultas e Exames: 71 3203.2222 Consultas: 71 3203.2222

SCIH << voltar

O Programa de Controle de Infecção Hospitalar

O Hospital Cárdio Pulmonar possui um Programa Institucional de Controle de Infecção Hospitalar (PCIH) liderado pelo Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), setor composto por uma equipe qualificada com enfermeiros especialistas no tema em conjunto com médico infectologista. O programa tem como principal objetivo a prevenção e a redução da gravidade das infecções nos integrantes e pacientes e possui as seguintes características:

– Padronização: foco em melhorias baseado na padronização de processos relacionados a prevenção de infecção;

– Baseado em evidência e normas/legislações: a análise dos dados é baseada em princípios estatísticos consolidados e as intervenções realizadas são guiadas pelas melhores evidências disponíveis, além de normas e legislações pertinentes.

– Compromisso institucional: o SCIH é responsável por liderar e gerenciar o PCIH, entretanto todas áreas do hospital, incluindo a alta administração, assumem compromisso e responsabilidade com a prevenção das infecções.

 

Resultados

As ações contínuas do PCIH têm levando a uma redução progressiva na incidência global das infecções associadas a assistência a saúde na instituição. A taxa global de infecção hospitalar sofreu redução progressiva no decorrer dos anos, saindo de 4,0% em 2012 para 1,1% em 2017. A pressão de colonização por bactérias multirresistentes, indicador que reflete a proporção de pacientes com estes microrganismos, caiu de 20,5% em 2014 para 10% em 2017. O programa foca ainda na prevenção das infecções relacionadas a cateter venoso central. Este é um dispositivo muito utilizado em hospitais, sobretudo para pacientes com necessidade de acesso venoso profundo, e que apresenta uma série de riscos durante sua manipulação. A incidência desta infecção é considerada um marcador importante da qualidade assistencial. Em todo o hospital, a incidência desta infecção reduziu de 4,5 infecções/1.000 cateter-dia em 2013 para 1,0 infecção/CVC-dia em 2017. Em 2018, nas unidades de terapia intensiva, nenhum episódio ocorreu em 2018.

Conheça nossos indicadores: http://www.cardiopulmonar.com.br/institucional/qualidade-e-seguranca/scih/indicadores/

 

 Higienização das Mãos – Compromisso com Assistência Qualificada

higiene_maos_cover

Higienização das mãos pelos profissionais de saúde é considerado método mais eficaz e barato na prevenção das infecções relacionas a saúde. Assim, o SCIH do Hospital Cárdio Pulmonar possui um programa dedicado exclusivamente para esta ação: o Programa Institucional de Higiene de Mãos. Iniciado em 2012, este programa desenvolve ações sequenciais e contínuas, implantando estratégias já consolidadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Além disto, o programa possui ainda intervenções consideradas inovadoras, sendo modelo para outras instituições e reconhecido internacionalmente conforme comprovado pela seleção do
hospital como finalista do Prêmio Latino-Americano em Excelência e Inovação em Higiene de Mãos. Dentre as ações instituídas, podemos citar a implantação completa da estratégia multimodal da OMS, a relocação de dispensadores conforme princípios de engenharia de fatores humanos e design centrado no usuário, o foco em soluções alcoólicas para higiene de mãos, a auditoria com feedback por categoria profissional e também individual, o time de higiene de mãos, o reconhecimento de profissionais ‘campeões’ em higiene de mãos, o programa de habilitação de higiene de mãos, entre outros.

Frente a todas as ações e compromisso institucional, os resultados do Programa de Higiene de Mãos são muito positivos. A taxa de adesão a esta prática entre os profissionais de saúde subiu de 40% em 2013 para 81% em 2017. Vale ressaltar que a técnica de auditoria adotada pela instituição é a encoberta, onde os profissionais não sabem que estão sendo auditados. Esta metodologia é mais conservadora do que a técnica ‘aberta’, o que reforça a solidez dos indicadores e do programa. As intervenções e resultados do programa já foram apresentados em outras instituições e em congressos brasileiros de controle de infecção.

 

A Prevenção de Infecção é um papel de todos nós

Em um ambiente hospitalar de grande complexidade, a prevenção de infecção é um desafio. Entretanto, a redução máxima possível de sua ocorrência deve ser um papel de todos. Participe você também desta ação. Venham nos conhecer.