Central de Contatos: 71 3203.2200 Geral: 71 3203.2200 Consultas e Exames: 71 3203.2222 Consultas: 71 3203.2222

Obesidade << voltar

topo_obesidade

A obesidade é uma doença crônica, multifatorial, que afeta milhões de pessoas no mundo. Consiste no aumento do índice de gordura corporal acima dos padrões considerados normais para a idade, sexo e altura.
Geralmente acontece quando a ingestão energética (calorias) é superior ao que é gasto pelo corpo para a manutenção do organismo.

Quais os riscos?

A obesidade é um inimigo de peso – pessoas obesas têm mais tendência em desenvolver complicações como diabetes tipo 2, colesterol alto, pressão alta, doenças cardiovasculares, apneia do sono, doenças ortopédicas e diversos tipos de câncer.

Como saber se sou obeso?

Uma das formas mais utilizadas para descobrir se um indivíduo está acima do peso é calculando seu índice de massa corpórea. Calcule seu IMC e descubra em que faixa de peso você está.

Mais peso, mais riscos

Quanto maior o IMC, maior o risco de complicações à saúde. Por isto, a obesidade é um fator de risco que não pode ser negligenciado. Na tabela abaixo você encontrará o índice de massa corporal considerado normal e as faixas de obesidade.Tabela classificação do peso pelo IMC (Diretrizes Brasileiras de Obesidade, 2010 – ABESO).

 

Classificação IMC (Kg/m2) Risco de Comorbidades
Peso normal 18,5 a 24,9 ——
Sobrepeso ≥ 25 Médio
Pré Obeso 25,0 a 29,9 Aumentado
Obeso I 30,0 a 34,9 Moderado
Obeso II 35,0 a 39,9 Grave
Obeso III ≥ 40,0 Muito grave

 

Circunferência abdominal

Manter a forma não é só uma questão de estética. Estudos comprovam que a circunferência abdominal aumentada está ligada ao surgimento de doenças cardiovasculares. Pessoas com medidas excessivas no abdômen têm mais chances de sofrer Infarto e desenvolver Diabetes tipo 2. Para calcular a sua circunferência abdominal, use uma fita métrica flexível e posicione na altura do umbigo.

 

Risco de complicações metabólicas Homem Mulher
Aumentado ≥ 94cm ≥ 80cm
Muito Aumentado ≥ 102cm ≥ 88cm

 

Mudança de Hábitos

Sedentarismo e maus hábitos alimentares são grandes causadores do aumento de peso da população mundial. Para prevenir a doença é fundamental a realização de atividades físicas regulares e uma reeducação alimentar. É muito importante o acompanhamento multidisciplinar especializado para orientar e conduzir o paciente obeso em sua trajetória. A prevenção da doença ainda é a melhor alternativa e, para tanto, a realização de atividade física regular e o acompanhamento nutricional tornam-se peças fundamentais neste caminho.